Olá, eYeka!

Como Andy Williams nos disse um milhão de vezes, esta é a mais maravilhosa época do ano. Esperamos que vocês estejam prontos para comemorar, quer você creia ou não, que simplesmente curtam as maravilhosas vibrações e as lindas luzes! E como gostamos de terminar o nosso ano da melhor maneira possível, gostaríamos de apresentar a vocês nossa linda criadora do mês: Giulia! Vamos conhecê-la um pouco melhor.

Olá, Giulia! É um prazer receber você neste mês de dezembro!

Você poderia nos falar um pouco sobre você…

Meu nome é Giulia Rodilossi, tenho 26 anos, nasci e cresci em Roma, na Itália. Adoro viajar e descobrir novas culturas e formas de me comunicar no mundo. É por isso que também escolhi fazer minha graduação em Publicidade e Marketing no Reino Unido. Trabalhei para muitas agências, organizações políticas e estúdios de entretenimento, assim como para start-ups em papéis completamente diferentes, dentro da área da comunicação. Agora, vivo em Roma e sou freelancer em gestão de marketing em redes sociais.

Quando era pequena, pensava que precisava ser a melhor em apenas uma coisa; quando cresci, percebi que, hoje em dia, meu maior trunfo são meus gostos variados e minha habilidade de mergulhar em diferentes assuntos e formas de pensar. É por isso que minhas experiências são extremamente variadas, tanto no plano pessoal quanto no profissional. Então, se você me perguntar o que mais me caracteriza, eu diria que é a minha natureza eclética. Acho que as melhores ideias surgem quando se tem uma mente aberta e uma grande variedade de fontes de inspiração e de atividades. Por isso, gosto de me ver como uma criadora, não simplesmente uma publicitária – algo que a eYeka entende muito bem. Também é por isso que tenho um orgulho especial do fato de que um dos concursos que venci aqui na eYeka era direcionado a homens da Arábia Saudita – deve ser uma das culturas mais diferentes daquela de que faço parte!

Você é membro da nossa comunidade desde maio de 2017 e já ganhou dois concursos! Parabéns!

Como você nos descobriu?

Encontrei a eYeka um dia em que estava à procura de oportunidades criativas on-line. Percebi que a criação em crowdsourcing era algo grande e comecei a olhar em várias plataformas. E a eYeka era a única que ainda uso com frequência diária. O que me atraiu na eYeka e faz com que eu continue participando é a simplicidade de uso, o fato de que a plataforma entende nosso valor de criadores e a variedade dos concursos propostos. Alguns são mais técnicos, outros reconhecem a importância da ideia geral e não ligam se a realização não é muito sofisticada. Isso permite que todos tenham uma chance de crescer em diferentes áreas, mesmo que não sejam aquelas em que normalmente trabalham. Por exemplo, agora sou finalista em um concurso de embalagem que também pediu uma mudança de marca. Apesar de me virar direitinho no Photoshop, não sou designer gráfica, mas tenho grande experiência em promoção estratégica de marca. Isto me deu a oportunidade de entrar no concurso sem muitas expectativas, para tentar algo diferente. Acho que é algo muito inteligente, pois o cliente pode escolher a ideia mais consistente e recorrer a um designer profissional para a execução. Afinal, de que adianta ter um design lindo se ele não traduz um conceito estratégico?

Você tem um processo criativo? Onde você procura sua inspiração?

Sou muito analítica, sempre crio listas com as características e as principais vantagens da marca e faço muita pesquisa antes de anotar qualquer ideia. Vejo fotos na internet, leio artigos, olho o trabalho anterior do cliente e confiro o que os concorrentes dele estão fazendo. Também amplio minha pesquisa se a marca puder ser usada de diferentes maneiras ou se for uma categoria que parece diferente, mas que, na verdade, tem semelhanças na forma como a marca aborda a comunicação. Com todo esse material em mãos, começo automaticamente a pensar em slogans que representam a marca e, então, tento trabalhá-los graficamente e ver até onde posso levar cada conceito. Se for engraçado, posso tornar absurdo? Se for emocionante, posso mostrar à pessoa menos emotiva que conheço para ver a reação dela? Se tiver que ser direto, posso explicar em 6 palavras? Dessa forma, começo a cortar uma ideia após a outra até chegar na melhor que consigo conceber e que corresponde a todos os pontos principais da pesquisa.

Quando você manda um projeto, como mantém a energia positiva quando ele é rejeitado ou não é selecionado como proposta vencedora?

Tenho que ser honesta: é dureza! Claro que ninguém gosta de perder, especialmente quando se trabalha muito, mas não sou muito boa em perder! Hahaha – Mas também não desisto fácil e sou bastante teimosa, então nunca paro de tentar. Procuro os vencedores desses concursos para tentar entender o que o cliente viu no projeto deles e não no meu – e tento me lembrar disso nos meus projetos seguintes. A beleza do conceito de crowdsourcing é que você pode se comparar aos outros participantes e compartilhar um retorno crítico e positivo. Isso permite que todos possamos crescer e, pessoalmente, me estimula a pensar e produzir mais.

O que você gostaria de realizar (ou já realizou) com os prêmios que vai ganhar/já ganhou?  

A melhor recompensa vem do fato de produzir algo que é apreciado por clientes de alto nível no mundo todo. Quanto ao dinheiro, é sempre algo bem-vindo! Meu plano é mantê-lo separado da minha renda profissional e fazer uma reserva. Não pretendo gastá-lo no futuro imediato. Quero ver quanto consigo ganhar e ter a felicidade de saber que ganhei isso trabalhando muito.

Se pudesse descrever a eYeka em 3 palavras, quais seriam?

Qualidade, coletividade e, claro, criatividade.

Para terminar, gostaria de compartilhar algo com nossos criadores?  

Desenvolver um senso criativo não é tão fácil quanto parece; exige uma mente aberta, muito foco e uma dose de coragem. O processo para chegar lá é diferente para cada um e é preciso tempo e esforço. Por isso, tente entender o que faz você ser um criador único e o que as suas soluções podem oferecer de diferente das dos outros. Experimente até as ideias que parecem meio loucas. Às vezes, são as melhores e, mesmo que não funcionem no final, elas estimulam a perseverar e a pensar de forma diferente. E, para terminar, seja confiante e tenha orgulho de suas habilidades, mas mantenha um olhar de aprendiz em tudo o que fizer.

Muito obrigada pelo seu tempo Giulia! Não podemos esperar para ver novas entradas suas!

Uma ótima temporada de férias para todos!