Feliz primavera eYeka!

É hora de comemorar o fim da estação fria para muitos entre nós e o início da primavera, época em que nossas vibrações criativas acordam, nossos espíritos se elevam e quando estamos prontos para começar coisas novas!

Hoje, estamos felizes em apresentar-lhe o nosso criador do mês - um cineasta da Ucrânia, que decidiu tentar paraticipar em um concurso de vídeo na eYeka... e o seu primeiro julgamento se transformou em sucesso. Olá Dmitry, também conhecido como dmitrydurnitsky na eYeka.


Dmitry, conte mais coisas sobre você: de onde você é, o que você faz, como você está conectado com o mundo dos vídeo?

Olá! Meu nome é Dmitry Durnitsky. Venho da Ucrânia Oriental - onde as ações militares estão ocorrendo agora. Eu fui testemunha do início desta guerra e eu tive que deixar minha casa em 2014. Agora eu sou um migrante dentro do meu próprio país e atualmente, moro no oeste da Ucrânia.

Trabalho como freelance há mais de 15 anos em vídeo e produção de áudio. Eu comecei como copywriter, mas aos poucos, aprendi todas as profissões de produção e publicidade. Atualmente, minha atividade principal é videoblogging, mas ganhar prémios na eYeka me faz pensar em mudar o meu âmbito de trabalho.

No passado, eu sonhava em me tornar um escritor e passei toda a minha juventudo escrevendo histórias... Uma vez até comecei a escrever um romance. Naquela época, eu era um empregado de uma pequena estação de rádio e eu não tinha a compreensão de outras maneiras de ganhar vida escrevendo em vez de criar slogans publicitários.

Uma vez, eu decidi tentar escrever um roteiro para um filme de longa-metragem e o enviei para todas as principais empresas de produção. Me parecia que todos na indústria cinematográfica esperavam por minhas ideias geniais e estavam prontos para me cobrir de ouro. No entanto, das 40 cartas enviadas, recebi uma única resposta dizendo que o script não correspondia ao formato da empresa. E naquele momento, eu pensei: se ninguém quer usar o meu script, eu vou filmar meu filme eu mesmo. Foi assim que nasceu minha primeira curta e foi assim que eu comecei a fazer cinema.

Como você veio parar na eYeka, e o que fez você participar de um concurso?

Me lembro ter registado no site cerca de 5 anos atrás e desde então, entrei em vários concursos mas sem nunca mandar qualquer trabalho. Devo dizer que depois de muitos anos trabalhando em publicidade, fiquei muito cansado disso e até acabei odiando este trabalho. Mas o que é genial na eYeka, é que eu posso escolher o briefing e decidir o que vou fazer com ele. A decisão de participar veio espontaneamente. Eu tinha muito tempo livre, quase nada para fazer e nenhum dinheiro sobrando. Eu não tinha nada a perder e queria tentar algo novo.

Você ganhou logo no primeiro concurso no qual você participou! Como isso aconteceu? Será que esta vitória lhe trouxe alguma coisa? Como é que surgiu a idéia para o seu vídeo Leopalace?

Quando começamos a trabalhar no nosso vídeo para Leopalace, percebemos que o povo japonês - é um universo inteiro, a parte, e você não pode surpreendê-los com um vídeo comum. É por isso que decidimos usar animação. Nossa pequena equipe fez brainstorming e quase instantaneamente criamos um conceito, que foi então refinado durante a produção do vídeo. Passamos aproximadamente 100 horas trabalhando nele. Mas, aparentemente, valeu a pena. Agora, depois de ter ganhado este concurso, nos sentimos mais livres, e espero que em breve vamos começar algo novo, ou talvez terminar algo velho... como escrever um romance. eYeka nos inspirou tanto que, após disso, comecei a participar activamente em concursos e aguardar os resultados.

Você tem uma equipe?

Eu faço a maior parte do trabalho sozinho. Mas basicamente, nós somos uma empresa familiar. É muito importante ter o apoio e compreensão de seu parceiro. Minha musa sempre me ajuda; ela não é apenas minha assistente, mas também genera ideias. Aliás, a ideia principal do vídeo Leopalace vem dela.

Eu também tenho um bom amigo que pode criar música ótima para o meu próximo vídeo ou filme em apenas um par de horas.

Você tem projetos ou obras que lhe deixam especialmente orgulhoso?

Eu queria ser tímido, mas é difícil quando você é o melhor. (só brincando!)

Falando sério, o meu projeto favorito é minha filha, estou muito orgulhoso dela!

 

Eu tenho um curta que terminou em catálogos nacionais "Montar um tigre não é coisa fácil" Em um dos festivais, foi chamado de arte-house com moralidade. Isto é como eu me tornei de repente diretor de arte-house. Você pode assistir o filme aqui.

Poster:

Em 2013 eu ganhei o concurso de pitching internacional de startups de TV "The Next Big Thing" a partir de mídia 1+1, deixando para trás 118 participantes. Meu projeto de reality show sobre fobias das pessoas foi comprada por um canal de TV. Pitching foi uma grande experiência em alcançar meu objetivo e minha primeira vitória de alto nível. Um pedaço de um piloto que foi filmado para este projeto - aqui.

O meu trabalho, "Sound", de 2015, tem um significado especial para mim. É um filme muito pessoal sobre aqueles que encontraram paz, mas perderam suas casas. Este filme chegou a ser finalista em uma competição TV e foi transmitido na exposição "DonCult" em Kiev.

E é claro que estou orgulhoso da minha vitória na competição Leopalace na eYeka.

Descreva eYeka em uma frase curta.

eYeka: é uma chance de avançar na vida sendo você mesmo!